Jewish Customs and Terms

Tishrei: O mês das festas judaicas

Tishrei, o primeiro mês do ano judaico, oferece ocasiões tanto para a reflexão quanto para a alegria. Na peregrinação à Terra Santa não há uma ocasião melhor do ano do que Tishrei (set.-out.) para entender muitas das antigas tradições

Yom Kipur

Yom Kipur, o Dia do Perdão, é o dia mais sagrado do calendário judaico. É um dia de jejum e orações, celebrado no 10o dia do mês judaico de Tishrei

Yom Kipur, o Dia do Perdão, é o dia mais sagrado do calendário judaico. É um dia de jejum e orações, celebrado no 10o dia do mês judaico de Tishrei.
Yom Kipur marca o fim dos Dez Dias de Arrependimento. De acordo com a crença judaica, em Yom Kipur cada pessoa é julgada para o próximo ano.

Shavuot

Shavuot , um dos três festivais judaicos de peregrinação, marca o recebimento da Torá no Monte Sinai. Esta festa é celebrada exatamente sete semanas depois do primeiro dia da Páscoa, que marca o êxodo em si

Celebrarás a festadas Semanas no início da colheita do trigo, e a festa da Colheita no fim do ano. (Êxodo 34.22)

Shavuot (literalmente, semanas), um dos três festivais judaicos de peregrinação (junto com a Páscoa e Sucót), marca o recebimento da Torá (os cinco livros de Moisés) no Monte Sinai. Esta festa é celebrada exatamente sete semanas depois do primeiro dia da Páscoa, que marca o êxodo em si.

Pessach

Pessach, ou Páscoa, é uma festa judaica importante e uma das três festas de peregrinação

Pessach, ou Páscoa, é uma festa judaica muito importante e representa uma das três festas de peregrinação, juntamente com Sucót (Festa dos Tabernáculos) e Shavuót (Pentecostes). Nestas três festas toda a população judaica faz uma peregrinação para o Templo Sagrado em Jerusalém.

Mimuna

No anoitecer depois do sétimo dia de Pessach, que é um dia sagrado de descanso, os judeus de origem norte africana, especialmente do Marrocos, celebram a mimuna, como parte das festividades de Pessach

Ao anoitecer depois do sétimo dia de Pessach, que é um dia sagrado de descanso, os judeus de origem norte africana, especialmente do Marrocos, celebram a mimuna, como parte das festividades de Pessach. A origem da celebração não é clara, mas geralmente é associada com o aniversário de morte do Rabi Maimon Ben Abraham, o pai do grande rabino da idade média, Rabi Moses Maimonides (também conhecido como Rambam).

Chanucá

Diferente da maioria dos grandes festivais judeus, a origem de Chanucá não está na Bíblia, mas em eventos que se passaram depois. Este é um festival de oito dias, iniciando no dia 25 do mês hebraico de kislev (usualmente em dezembro)

Diferente da maioria dos grandes festivais judeus, a origem de Chanucá não está na Bíblia, mas em eventos que se passaram depois. Este é um festival de oito dias, iniciando no dia 25 do mês hebraico de kislev (usualmente em dezembro).

Rosh Hashaná

Rosh Hashaná, geralmente chamado de o Ano Novo Judaico, é observado no primeiro e segundo dia do mês judaico de Tishrei, que coincide com o final de setembro, princípio de outubro

Rosz Haszana, popularnie nazywany Żydowskim Nowym Rokiem, obchodzony jest pierwszego i drugiego dnia miesiąca Tiszrei zgodnie z żydowskim kalendarzem, i przypadającym na koniec września i początek października.

Rosh Hashaná

Rosh Hashaná, geralmente chamado de o Ano Novo Judaico, é observado no primeiro e segundo dia do mês judaico de Tishrei, que coincide com o final de setembro, princípio de outubro

Rosh Hashaná, geralmente chamado de o Ano Novo Judaico, é observado no primeiro e segundo dia do mês judaico de Tishrei, que coincide com o final de setembro, princípio de outubro.

Sucot

Sucot, a Festa das Cabanas, é celebrada no dia 15 ao dia 21 do mês judaico de Tishrei (geralmente outubro), e é uma das três festas de peregrinação, nas quais os judeus faziam a peregrinação para o Templo em Jerusalém

Sucot, a Festa das Cabanas, é celebrada no dia 15 ao dia 21 do mês judaico de Tishrei (geralmente outubro), e é uma das três festas de peregrinação, nas quais os judeus faziam a peregrinação para o Templo em Jerusalém.