Da época de Páscoa ao Pentecostes

Com a Páscoa terminada, os católicos no mundo todo estão se preparando para o Pentecostes, comemorando a descida do Espírito Santo aos seus Apóstolos (Atos 2, 1-4). Em Jerusalém a festa é celebrada na Abadia Hagia Maria Sion no Monte Sião. O seu teto cônico e azul especial, suas quatro torres ornamentadas e a torre do relógio que é um marco, a tornam uma joia arquitetônica. A basílica é uma igreja beneditina alemã terminada em 1910 e construída sobre as ruínas de uma igreja bizantina, a basílica Hagia Sion, e uma igreja do século XII, da época das cruzadas - Santa Maria no Monte Sião.

Adjacente à igreja se encontra o Aposento Superior, o Cenáculo, onde Jesus celebrou a Última Ceia. O antigo nome da igreja, Abadia da Dormição, venera o "adormecer" da abençoada Virgem Maria no local.

A Missa de Pentecostes é celebrada pelo patriarca latino, Sua Beatitude Mons. Fouad Twal na Igreja da Dormição. Os franciscanos celebram a Missa Solene com o Rev. Frei Perbattista Pizzaballa, OFM na igreja do São Salvador. A missa é seguida de uma procissão de São Salvador até o Cenáculo, onde as vésperas solenes são recitadas.

A prolongada celebração da Missa reflete a contínua e intensa reza da comunidade cristã, imitando os Apóstolos unidos em oração com a Mãe de Jesus. Sua Santidade João Paulo II descreveu uma vez o mistério de Pentecostes como "um sinal contínuo da presença do Espírito Santo na Igreja, e desperta fé, esperança e caridade nos corações dos fieis."